Hipomelanose macular progressiva: saiba mais sobre a doença que promove manchas claras no corpo

Vestibulum commodo volutpat laoreet
8 de maio de 2014
Melasma: saiba o que é essa mancha na pele, os tratamentos, e se há possibilidade de cura e prevenção
27 de abril de 2017
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Você já ouviu falar de hipomelanose macular progressiva? Essa doença de pele é representada por manchas mais claras que aparecem no corpo e não há meios que previnam o aparecimento do quadro. Para entender melhor sobre os seus efeitos na pele, o DermaClub conversou com a dermatologista Juliana Jordão, de Curitiba, que também explicou sobre os melhores tratamentos. Saiba mais!

Entenda o que é a hipomelanose macular progressiva

Segundo a dermatologista, a hipomelanose macular progressiva é uma alteração da pigmentação da pele, que provoca o surgimento de marcas no corpo. A doença afeta, em maior parte, adolescentes e adultos jovens, principalmente do sexo feminino, e pode ocorrer em todos os tons de pele, sendo mais comum em morenos e negros. “A hipomelanose caracteriza-se por manchas arredondadas mal definidas, hipopigmentadas – mais claras que o tom da pele. Geralmente, surgem no tronco posterior e anterior, mas também pode aparecer no pescoço e partes próximas das extremidades. As lesões costumam ser assintomáticas e incomodar apenas por questões estéticas”, explicou.

Mas o que causa a hipomelanose macular progressiva? Descubra!

Qualquer doença nos faz questionar qual a sua causa, certo? Segundo a Dra. Juliana, a da hipomelanose macular ainda é incerta, porém, estudos indicam que o microorganismo propionibacterium acnes teria participação no surgimento dessas manchas, interferindo na produção da melanina. Frequentemente, a doença é confundida com “pano branco”, infecção por fungos conhecida por pitiríase versicolor e pitiríase alba.

Descubra se a hipomelanose macular progressiva aparece em peles específicas

De acordo com a médica, a hipomelanose pode ocorrer em todos os tipos de pele, sendo comum em pessoas com mais melanina. No entanto, também afeta quem tem pele clara. Porém, devido ao contraste com a pele mais escura, a lesão acaba ficando mais evidente e incômoda, do ponto de vista estético”, contou.

Saiba quais são os tratamentos existentes para a hipomelanose macular progressiva

Identifiquei que tenho essa doença, como faço para tratar? O ideal é consultar um dermatologista para que ele analise o quadro e o indique o tratamento ideal. Dessa forma, a Dra. Juliana acredita que a fototerapia e o uso de cremes com a associação de peróxido de benzoíla e clindamicina são eficazes. “Em todos os casos, a melhora ocorre a longo prazo, com o possível desaparecimento espontâneo das manchas em até dez anos, após o início do quadro”, afirmou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Vote nesta página!
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Você também pode gostar