Você sabe o que é pano branco? Descubra como a infecção acontece, como evitá-la e tratá-la

Descubra quais são as causas das manchas na virilha + como evitar e tratar a aparência da região escurecida
27 de abril de 2017
Olheiras, melasmas e manchas de acne: saiba as características dos incômodos + como preveni-los e disfarçá-los
27 de abril de 2017
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O pano branco, também conhecido como pitiríase versicolor, é uma infecção que atinge a acamada superficial da pele. A dermatologista Tatiana Matos, de Salvador, na Bahia, explicou que o problema ocorre devido a uma levedura que se alimenta da gordura presente no corpo. Também é possível notar o surgimento de manchas, que podem variar de brancas a avermelhadas ou castanhas. Na entrevista, a especialista ainda explica como é possível evitar e tratar o caso.

Descubra como é possível contrair o fungo e quais são os sintomas

Segundo a dermatologista, o fungo malassezia furfur é encontrado na flora normal da pele e é associado ao pano branco. “Algumas pessoas possuem predisposição genética para que o fungo fique na pele e cause manchas no corpo. Como ele se alimenta de gordura, peles que apresentam mais oleosidade são um ambiente favorável para a infecção”, esclareceu, alertando que além da mudança na cor da pele, a doença pode causar descamação. Pescoço, tórax, braços e costas são os lugares mais comuns em que o caso se manifesta.

Saiba como é possível evitar a doença

De acordo com a médica, é possível evitar a ocorrência do pano branco deixando a pele o mais livre de oleosidade possível. Na lista abaixo estão algumas dicas da Dra. Tatiana Matos:

– Logo após a prática esportiva tome banho;
– Na exposição solar, faça uso de duchas para refrescar o corpo e diminuir a transpiração;
– Use roupas frescas no verão;
– Se você já possui quadros de pano branco durante o ano, existem alguns produtos que controlam a população de leveduras na pele. Consulte o seu dermatologista para uma indicação específica para o caso.

Entenda como é realizado o diagnóstico e quais os tratamentos para o quadro

O diagnóstico é feito através do exame clínico realizado por um médico especializado. “Com algumas manobras de estiramento da pele, já é possível identificar a pitiriase versicolor e se a mesma está ativa ou não. Também pode haver auxílio de um aparelho chamado Luz de Wood ou o exame micológico direto associado ou não com cultura – procedimento específico para o diagnóstico de infecções”, explicou, afirmando que o tratamento depende da extensão da doença. “Podem ser usados apenas remédios tópicos como dermocosméticos e sprays antifúngicos, ou ainda comprimidos” concluiu.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Vote nesta página!
Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Você também pode gostar